Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Teste final de Inglês Técnico

Segunda-feira, 30.04.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 22:44

Segurança Social

Sábado, 28.04.07

Tenham vergonha!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 23:48

Participações de sinistros - Automóveis

Sexta-feira, 27.04.07
Descrição de ocorrências nas participações de sinistro do ramo automóvel em 1998, consideradas as mais "caricatas":

O falecido apareceu a correr e desapareceu debaixo do meu carro.

Para evitar bater de frente no contentor do lixo, atropelei um peão.

O acidente aconteceu quando a porta direita de um carro apareceu de uma esquina sem fazer sinal.

A culpa do acidente não foi de ninguém, mas não teria acontecido se o outro condutor viesse com atenção.

Aprendi a conduzir sem direcção assistida. Quando girei o volante no meu carro novo, dei comigo na direcção oposta e fora de mão!

O peão bateu-me e foi para baixo do carro.

O peão não sabia para onde ia, então eu atropelei-o!

Vi um velho enrolado, de cara triste, quando ele caiu do tejadilho do meu carro.

Eu tinha a certeza que o velho não conseguia chegar ao outro lado da estrada, por isso atropelei-o.

Fui cuspido para fora do carro, quando ele saiu da estrada. Mais tarde, fui encontrado numa vala por umas vacas perdidas.

Pensei que o meu vidro estava aberto, mas descobri que estava fechado quando pus a cabeça de fora.

Bati contra um carro parado que vinha em direcção contrária.

Saí do estacionamento, olhei para a cara da minha sogra e caí pela ribanceira abaixo.

O tipo andava aos ziguezagues de um lado para o outro da estrada. Tive que me desviar uma porção de vezes antes de o atropelar.

Já conduzia há 40 anos, quando adormeci ao volante e sofri o acidente.

Um carro invisível veio de não sei onde, bateu no meu carro e desapareceu.

O meu carro estava estacionado correctamente, quando foi bater de traseira no outro carro.

De regresso a casa, entrei com o meu carro na casa errada e bati numa arvore que não é a minha.

A camioneta bateu de traseira no meu pára-brisas, em cheio na cabeça da minha mulher.

Disse à policia que não me tinha magoado, mas quando tirei o chapéu,percebi que tinha fracturado o crânio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 22:21

Silogismos

Quinta-feira, 26.04.07
As boas filosofias...



Silogismo 1

Deus ajuda quem cedo madruga

Quem cedo madruga, dorme à tarde...

Quem dorme à tarde, não dorme à noite...

Quem não dorme à noite, sai na night!!!!!!!

Conclusão: Deus ajuda quem vai pra night!!!!!!



Silogismo 2

Deus é amor.

O amor é cego.

Steve Wonder é cego.

Logo, Steve Wonder é Deus.



Silogismo 3

Disseram-me que eu sou ninguém.

Ninguém é perfeito.

Logo, eu sou perfeito.

Mas só Deus é perfeito.

Portanto, eu sou Deus.

Se Steve Wonder é Deus, eu sou Steve Wonder!!!!

Meu Deus, eu sou cego!!!



Silogismo 4

Imagine um pedaço de queijo suíço, daqueles bem cheios de

buracos.

Quanto mais queijo, mais buracos.

Cada buraco ocupa o lugar em que haveria queijo.

Assim, quanto mais buracos, menos queijo.

Quanto mais queijos mais buracos, e quanto mais buracos, menos

queijo.

Logo, quanto mais queijo, menos queijo.



Silogismo 5

Toda regra tem excepção.

Isto é uma regra.

Logo, deveria ter excepção.

Portanto, nem toda regra tem excepção.



Silogismo 6

Existem biscoitos feitos de água e sal.

O mar é feito de água e sal.

Logo, o mar é um biscoitão.



Silogismo 7

Quando bebemos muito, ficamos bêbedos.

Quando estamos bêbados, dormimos.

Quando dormimos, não cometemos pecados.

Quando não cometemos pecados, vamos para o Céu.

Então, vamos beber muito para ir pro Céu!



Silogismo 8

Hoje em dia, os trabalhadores não têm tempo pra nada.

Já os vagabundos... têm todo o tempo do mundo.

Tempo é dinheiro.

Logo, os vagabundos têm mais dinheiro que os trabalhadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:07

MITOS DA CERVEJA

Quarta-feira, 25.04.07

         1- O USO CONTÍNUO DO ÁLCOOL PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS
PESADAS?
       Não, álcool é a mais pesada das drogas. Uma garrafa de cerveja pesa
cerca de 400 gramas.



         2- A CERVEJA CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?
         Não. 89,7% dos psicólogos e psicanalistas entrevistados afirmam que
preferem whisky.



         3- MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?
         Sim. Está provado que nas operações Stop os polícias nunca fazem o
teste às grávidas... e mesmo que tenham de andar em linha recta, os guardas
acham que ela está torta pelo peso da barriga.



         4- CERVEJA PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?
         Não. Uma experiência foi feita com mais de 500 motoristas: foi dada
1 caixa de cerveja a cada um, e, em seguida, colocaram-nos um por um diante
de um espelho. Em nenhum dos casos os reflexos foram alterados.



         5- EXISTE ALGUMA RELAÇÃO ENTRE BEBIDA E ENVELHECIMENTO?
         Sim. A bebida envelhece muito rápido. Para se ter uma ideia, uma
cerveja aberta em cima da mesa, sem um acondicionamento especial, perde o
seu sabor em aproximadamente quinze minutos.



         6- A CERVEJA ATRAPALHA NO RENDIMENTO ESCOLAR?
         Não, pelo contrário. Alguns indivíduos ligados às faculdade estão a
aumentar suas rendas com a venda de cerveja nas proximidades de bares
universitários.



         7- BEBIDA MATA?
         Sim. Anos atrás, soube-se que um rapaz, ao passear pelas ruas, foi
atingido por 1 caixa de cerveja que caiu de um camião, levando-o à morte
instantânea. Além disso, casos de enfarte de miocárdio em idosos têm sido
associados às propagandas de cervejas com modelos semi-despidas.



         8- O QUE FAZ COM QUE A BEBIDA CHEGUE AOS ADOLESCENTES?
         Inúmeras pesquisas têm sendo feitas por laboratórios de renome, e
todas têm o mesmo resultado, indicando que em primeiro lugar estaria o
empregado de mesa.

         9- A CERVEJA CAUSA DIMINUIÇÃO DA MEMÓRIA?
        Que eu me lembre não!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:15

O Génio da Lâmpada

Quarta-feira, 25.04.07
Um homem caminhava pela praia de Cascais e tropeçou numa velha lâmpada. Pegando nela, esfregou-a e... um génio saltou lá de dentro e disse:



"O.K.! Você libertou-me da lâmpada, blá, blá, blá! Esqueça aquela história dos três desejos! Você tem direito a um desejo apenas e ponto final.



O homem sentou-se e pensou por um instante. Depois disse:



"Eu sempre quis ir aos Açores, mas tenho um medo enorme de voar.E no mar costumo ficar enjoado. Você poderia construir uma ponte até aos Açores, para que eu pudesse ir de carro?"



O génio riu muito e disse: "Isto é impossível. Pense na logística do assunto. Como é que as colunas de sustentação poderiam chegar ao fundo do Oceano Atlântico? Pense em quanto betão armado. Em quanto aço. Em quanta mão-de-obra... Não, de maneira nenhuma! A ponte não pode ser! Pense noutro desejo..." O homem compreendeu e tentou pensar num desejo realmente bom.



Finalmente disse: "Sabe... Eu fui casado quatro vezes e quatro vezes me divorciei. As minhas esposas sempre disseram que eu não me importava com elas e que sou um insensível. Então o meu desejo é que eu possa entender as mulheres; saber como elas se sentem por dentro e o que elas estão a

pensar quando não falam com a gente... Saber porque é que estão a chorar... Saber o que elas realmente querem quando não dizem nada... Saber como fazê-las, realmente, felizes!



Ao que o génio respondeu: "Queres a merda da ponte com duas ou quatro faixas?"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:11

Frontalidade

Quarta-feira, 25.04.07
Um velhote de 86 anos entrou na sala de espera de um consultório médico. Quando ele se aproximou da mesa da recepção, a recepcionista disse:

- Bom dia senhor, de que se queixa?
- Bem, olhe queixo-me do meu pénis!
A recepcionista irritou-se:
- O senhor não devia dizer uma coisa dessas numa sala de espera tão cheia! Assim causa embaraço aos outros presentes! O senhor devia ter dito que está com um problema na orelha, qualquer coisa assim, e depois explicar ao doutor, lá dentro do consultório.

O homem retirou-se da sala, esperou alguns instantes e depois entrou de novo.

A recepcionista sorriu e perguntou:
- Sim?
- Estou com um problema na minha orelha!
A recepcionista fez um aceno de aprovação e sorriu triunfante.
- E qual é o problema da sua orelha?
- Não consigo mijar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 20:59

Engenheiro Sócrates ... Uma das suas construções civis...

Terça-feira, 24.04.07

...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 22:51

Engenheiro Sócrates

Segunda-feira, 23.04.07
- Mariano Gago? É o Zé Sócrates. Oh, pá, ajuda-me aqui. Comprei um computador, mas não consigo entrar na Internet! Estará fechada?

- Desculpa?....

- Aquilo fecha a que horas?

- Zé, meteste a password?

- Sim! Quer dizer, copiei a do Freitas.

- E não entra?

- Não, pá!

- Hmmm....deixa-me ver... qual é a password dele?

- Cinco estrelinhas...

- Oh, Zé!.......Bom, deixa lá agora isso, depois eu explico-te. E o resto, funciona?

- Também não consigo imprimir, pá! O computador diz: "Cannot find printer"! Não percebo, pá, já levantei a impressora, pu-la mesmo em frente ao monitor e o gajo sempre com a porra da mensagem, que não consegue encontrá-la, pá!

- ....Vamos tentar isto: desliga e torna a ligar e dá novamente ordem de impressão.

(Sócrates desliga o telefone. Passados alguns minutos torna a ligar.)

- Mariano, já posso dar a ordem de impressão?

- Olha lá, porque é que desligaste o telefone?

- Eh, pá! Foste tu que disseste, estás doido ou quê?

...Dá lá a ordem de impressão, a ver se desta vez resulta.

- Dou a ordem por escrito? É um despacho normal?

- Oh, Zé...poooooooo....Eh, pá! esquece....Vamos fazer assim: clica no "Start" e depois...

- Mais devagar, mais devagar, pá! Não sou o Bill Gates...

- Se calhar o melhor ainda é eu passar por aí...Olha lá, e já tentaste enviar um mail?

- Eu bem queria, pá!, mas tens de me ensinar a fazer aquele circulozinho em volta do "a".

- O circulozinho...pois.... Bom...vamos voltar a tentar aquilo da impressora. Faz assim: começas por fechar todas as janelas.

- Ok, espera aí...

- Zé?...estás aí?

- Pronto, já fechei as janelas. Queres que corra os cortinados também?

....Senta-te, OK? Estás a ver aquela cruzinha em cima, no lado direito?

- Não tenho cá cruzes no Gabinete, pá!...

....Zé, olha para a porra do monitor e vê se me consegues ao menos dizer isto: o que é que diz na parte de baixo do écran?

- Samsung.

- Eh, pá! Vai para o....

- Mariano?... Mariano?..."Tá lá?...Desligou...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:38

Diário de uma Loura

Sábado, 21.04.07

Mais uma vez... não tenho nada contra as loiras. Só acho piada às anedotas.

 

 

Querido Diário,
Passei no exame de condução ! Posso agora conduzir o meu próprio automóvel,sem ter de ouvir as recomendações dos instrutores,sempre a dizerem-me"por ai é sentido proibido!" "Vamos em contramão!", "Olha a velhinha!"Trava! Trava!", e outras coisas do género. Nem sei como aguentei estes últimos dois anos e meio... 8 de Janeiro A Escola de Condução fez-me uma festa de despedida. Os instrutores nem sequer deram aulas. Um deles disse que ia a missa, julgo que viu outro com lágrimas nos olhos e todos disseram que iam embebedar-se, para comemorar. Achei simpática a despedida, mas penso que a minha carta não merecia tal exagero.

12 Janeiro
Comprei carro, infelizmente tive que deixar o carro no concessionário para substituir o pára-choques traseiro, pois quando tentei sair, meti a marcha-atrás em vez de primeira. Deve ser falta de prática. Há uma semana que não conduzo!

19 Janeiro
Já tenho o carro. Fiquei tão feliz ao sair do "Stand", que resolvi dar um passeio. Parece que muitos outros tiveram a mesma ideia, pois fui seguida por inúmeros automóveis, todos a buzinar como num casamento.. Para não parecer antipática, entrei na brincadeira e reduzi a velocidade de 10 para 5 à hora. Os outros gostaram buzinando ainda mais.

22 de Janeiro
Os meus vizinhos são impecáveis. Colocaram posters avisando em grandes letras: "ATENÇÃO ÀS MANOBRAS ", marcaram com tinta branca um lugar bem espaçoso para eu estacionar e proibiram os filhos de sair a rua enquanto durassem as manobras. Penso que e tudo para não me perturbarem. Ainda há gente boa neste mundo...

31 de Janeiro
Os outros automobilistas estão sempre a buzinar e acenar- me. Acho isso simpático, embora um pouco perigoso. É que um deles apontou para o céu com o dedo espetado. Quando procurei ver o que me apontava, quase bati. Valeu que eu ia a minha velocidade de cruzeiro de 10 à hora.

10 de Fevereiro
Os outros automobilistas tem hábitos estranhos. Para além de acenarem muito, estão sempre a gritar. Não os ouço, por ter os vidros fechados,mas julgo que me querem dar informações. Digo isto porque julgo ter percebido um a dizer "Vai para Casa ". A ser verdade, é espantoso. Não sei como ele adivinhou para onde eu ia. De qualquer modo,quando eu descobrir onde fica o botão de abrir os vidros vou tira muitas dúvidas.

19 de Fevereiro
A cidade é muito mal iluminada. Fiz hoje a minha 1ª condução nocturna e tive de andar sempre nos máximos, para ver convenientemente. Todos os automobilistas com quem me cruzei pareciam concordar comigo, pois também ligaram os máximos e alguns chegaram mesmo a acender outros faróis que tinham. Só não percebi a razão das buzinadelas. Talvez para espantar qualquer cão ou gato. Sei lá.

26 de Fevereiro
Hoje tive um acidente.. Entrei numa rotunda, e como havia muitos automóveis(não quero exagerar, mas deviam ser, no mínimo, uns quatro), não consegui sair. Fui dando voltas bem juntinho ao centro, à espera de uma oportunidade, de tal forma que acabei por ficar tonta e fui chocar com o monumento ao centro da rotunda. Acho que deviam limitar a circulação nas rotundas a um carro de cada vez.

3 de Março
Estou em maré de azar. Fui buscar o carro à oficina e, logo a saída troquei os pés, acelerando a fundo em vez de travar. Abalroei um carro que ia a passar, amassando-lhe todo o lado direito. O automobilista era, por coincidência, o engenheiro que me fez o exame de condução. Um bom homem, sem duvida. Insisti em dizer-lhe que a culpa era minha, mas ele educadamente, não parava de repetir: "Que Deus me perdoe! Que Deus me perdoe!".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:53


Pág. 1/3







comentários recentes




subscrever feeds