Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Onde está...?

Domingo, 08.10.06

Será que consegues descobrir?

São todos muito parecidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 12:50

Conhecer melhor o nosso País... BRAGANÇA

Sábado, 07.10.06

Vamos começar pelo Norte do nosso País.

O Distrito de Bragança, onde reside a nossa amiga Cricri.

 
   
Cidade de Trás-os-Montes, sede de concelho, de comarca, de distrito, dista do Porto em 255 km e 515 de Lisboa. Encontra-se encravada nas montanhas do Nordeste Transmontano, a 700 metros de altitude e a 22 km da fronteira espanhola. É constituída pelas freguesias da Sé, com 10.129h e de Santa Maria com 3.900h.
Bragança situa-se na Península Ibérica, no Nordeste Transmontano, e é limitada a norte e a este por Espanha.

Bragança pertence à região denominada de Terra Fria Transmontana. Para fins estatísticos integra-se na NUT III do Alto Trás-os-Montes, da qual fazem parte mais treze Concelhos.
 
 
 
 
 
Recinto fortificado, que já fez parte de uma cerca muito mais vasta, em que se destacam as muralhas do castelo, a elegante Torre de Menagem, a "Domus Municipalis" e o Pelourinho.
 
Todo este monumental conjunto, pela sua magnificência e grandiosidade, pelo seu inquestionável valor histórico e patrimonial, bem poderia fazer parte integrante do "património mundial".
 
O Castelo,  - que ainda hoje domina o aglomerado - vai funcionar, através dos tempos, pela massa imponente, pelo volume, pelo gigantismo arquitectónico.
 
 
  
 
 
 
 
 
A porta principal do aglomerado - Porta da Vila - abre-se a poente e faz parte da barbacã defensiva. Um pouco mais recuada, situada entre dois torreões, fica a Porta de Santo António. No mesmo arruamento, mas no lado oposto (a nascente), o acesso faz-se pela Porta do Sol. No castelo rasga-se ainda a Porta da Traição.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E provável que, em povoado tão próximo da fronteira, se tenha construído uma linha defensiva, neste local, ainda no reinado de D. Sancho I (dador do 1º foral em 1187). Em 1377, reinava D. Fernando, a "vila" já estava totalmente cercada. (A fonte d' el rei - "poço do rei" - e os panos de muralha devem datar do séc. XV, reinado de D. Afonso V). D. Dinis, nos fins do séc. XIII, teria mandado construir o primeiro castelo (mais um "castelo novo" dos muitos que foram edificados no seu tempo), afirmando-se, assim, a importância do aglomerado. É sobre este castelo, ou a partir dele, que se constrói o que hoje podemos ver (As obras, iniciadas em 1409, com D. João I, só terminam 40 anos depois).
 
 
   
Símbolo do poder concelhio. Ergue-se no largo de S. Tiago, onde existiu uma igreja com este nome. Implantava-se junto à "Domus Municipalis", edifício com que estaria em consonância, dada a sua relação com o poder municipal. Poderia ter sido nestas "andanças" que foi encastrado numa porca. O monumento é, assim, constituído por duas peças distintas, dois elementos bem separados no tempo: o pelourinho propriamente dito (coluna de fuste liso e coroamento), um exemplar quinhentista (?) do "tipo bragançano" (na classificação proposta por Luís Chaves) e uma figura zoomórfica protohistórica, um berrão (popularmente designado por "porca da vila"). Deste casamento resultou um conjunto anacrónico, mas original e de grande valor simbólico.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na "vila", destaca-se a Torre de Menagem (construção iniciada por D.João I) "...com comandamento sobre o resto das muralhas...". Construída, como é habitual, no ponto mais defensável -" mais larga e robusta que as maiores torres góticas do Sul" - é, porventura, " a mais elegante e bela do país".
 
 
   
Sem que haja provas documentais, a edificação poderá remontar aos primórdios do burgo (da sua primitiva traça nada foi detectado). Nos meados do século XIII sabemo - lo pelas inquirições afonsinas -, a freguesia de Sta. Maria, sediada muito provavelmente na igreja com o mesmo nome, contava-se entre as quatro do aglomerado.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Monumento singular (e ainda enigmático) da arquitectura românica civil; exemplar arquitectónico eloquente do período tardo medieval, a juntar à Torre de Menagem. (A designação de "Domus Municipalis" surge, apenas, no ocaso do séc. XIX). A sua edificação data, muito provavelmente, do primeiro terço de quatrocentos (como se comprova por um doc. de 1501), podendo ter coincidido com a do castelo.
 
 
 
 

Projectado pelo Arq. Adães Bermudes, toi construído em I1903 - 1904, no local onde se  havia erguido a Igreja de S. João - que dava nome ao largo. Dos meados do séc. XIII há referências documentais à freguesia de S. João, que aqui devia estar sediada. Apesar das diversas intervenções, durante o séc. XVIII, não foi possível controlar os efeitos da ruína que atingiu o templo.
 
 
 
   
(Também conhecida por praça Velha, por praça de Baixo e Largo General Sepúlveda). Ladeiam-na a Igreja de S. Vicente e o Edifício do "Principal”. No centro, o, Monumento aos mortos da I Grande Guerra. Do lado oposto ao da Igreja é visível parte de um portal armoriado, que nobilitava o edifício da antiga cadeia civil.
 
 
 
  
 
 
   
Nos meados do séc. XIII já é referida a freguesia de S. Vicente. Pelas características da cabeceira, tem-se enquadrado o primitivo templo no estilo românico. Parece tratar-se do desejo, muitas vezes manifestado, de avelhentar as origens ( quer do património, quer das instituições) num exercício de nobilitação e de dignificação. Os mesmos traços arquitectónicos (presentes também, por exemplo, em S. Francisco) levam, contudo, outros autores a incluí-lo no conjunto de obras góticas. Remodelações e ampliações posteriores - séculos XVI, XVII e XVIII - justificam-se pelo estado de degradação a que chegou a Igreja
 
 
   
Edifício setecentista , adquirido (1864) aos descendentes de um rico burguês de apelido Pereira, oriundo de Lagoaça e que vivia no Porto, para nele se instalar a Câmara. O primeiro museu, essencialmente arqueológico, denominado Museu Municipal, "viveu" no rés-do-chão. Foi inaugurado em 1897, sendo seu Director o Coronel Albino Lopo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Edifício construído em terrenos pertencentes ao Mosteiro Beneditino de Castro de Avelãs e destinado a convento de freiras Claras. Depois de concluído, acabaria por ser entregue aos padres da Companhia de Jesus em 1562, onde instalaram um colégio. Com a expulsão da Ordem (1759), aqui se estabeleceu (1766) o Seminário Diocesano que, nos fins de oitocentos, realiza importantes obras de ampliação.
A entrada principal da Igreja, localizada lateralmente, faz-se por um portal em que os valores renascentistas são interpretados livremente. Na construção que ampliou o templo, abre-se uma entrada secundária (um simples arco de volta perfeita).
 
 
   
A fundação da Santa Casa da Misericórdia de Bragança deve remontar ao ano de 1518 e “fundou-se em uma igreja que havia dedicada ao Espírito Santo" (que dava nome à rua). O templo foi reconstruído em 1539, para servir como igreja da Misericórdia. Nos fins do séc. XVII, o altar-mor seria dotado com um valioso retábulo maneirista (como figura central N. Sr.ª da Misericórdia). Numa capela anexa, pode admirar-se uma bela imagem do Senhor dos Passos, dos fins do séc. XVIII.
 
Como chegar a BRAGANÇA ?
 
 


De Carro

Para mais informações, não deixes de visitar o seguinte endereço:

http://www.cm-braganca.pt

 


Bragança é Servida pelo IP4, sendo fácil, a partir daqui, tomar todos os destinos, de norte a sul do país.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 00:22

Anões

Sexta-feira, 06.10.06
Um grupo de anões resolve jogar futebol no domingo e alugam um campo.
Formadas as equipas, cada um pega no seu equipamento, quando reparam
que o campo de futebol não tem balneário.
Resolvem então perguntar ao dono de uma tasca ao lado se podem utilizar
a casa de banho para trocar de roupa. O dono diz que não há problema
nenhum,e lá vão eles.
Entram todos na tasca, vão até à casa de banho, vestem-se e começam a
sair da casa de banho.
Um bêbado, que estava sentado ao balcão, vê passar por ele a equipa
de azul.
Estranha, mas continua a beber. Quando, ao fim de pouco tempo, vê
passar a equipa de vermelho, vira-se para o dono do bar e diz:
- Eu não me quero meter... mas acho que os teus matraquilhos acabam
de fugir...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 19:40

O Jogo das 5 coisas estranhas

Quinta-feira, 05.10.06

Fui indicado por: Gatinha do Chokolate - http://blog_da_gatinha.blogs.sapo.pt/

 

1- Não consigo lamber o cotovelo;

2- O meu cão salta muros e paredes;

3- Não consigo ou prefiro cantar o que toco em Inglês;

4- O meu cão tem a "nóia" de subir ao telhado da casa, saltado do muro para cima de outra arrecadação e daí para cima da casa;

5- Sou extremamente imaginativo, criativo, chato, teimoso, resumindo sou... Carneiro!

Agora é a minha vez de indicar 5 pessoas para continuarem O Jogo.

Têm que indicar quem vos indiciou e escreverem 5 cenas sobre vós e o vosso animal de estimação.

Cricri: http://cricri.blogs.sapo.pt/

eternasonhadora: http://eternasonhadora.blogs.sapo.pt/

O Crítico: http://oslivros.blogs.sapo.pt/

Cláudia: http://alexandrar.blogs.sapo.pt/

TS: http://tscobra.blogs.sapo.pt/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Rastr às 21:32

Conhecer melhor o nosso País

Quinta-feira, 05.10.06

A partir de amanhã vou incluír um novo tema no blog.

Todas as semanas, vou dar a conhecer aos visitantes várias Localidades Portuguesas para que todos nós ficarmos a conhecer um pouco mais o nosso País.

Sendo por isso necessário a ajuda de todos vós, que me indicassem endereços para que eu possa trabalhar melhor o projecto.

Vamos dar a conhecer as nossas Localidades a quem possa querer fazer delas um ponto de passagem nas férias.

Um Abraço,

                       Rastr

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 21:12

Curiosidades Científicas

Quinta-feira, 05.10.06

1- As borboletas provam com as patas.

2- O grito do pato não faz eco. Não se sabe porquê.

3- Em 10 minutos, um furacão produz mais energia do que todas as Armas Nucleares juntas. (Estou a ver o Bin Laden a fabricar uma máquina de fazer Furacões! HEHEHEHE!)

4- Em média, 100 pessoas morrem todos os anos asfixiadas com uma Caneta.

 5- Em geral as pessoas temem mais as aranhas do que a morte.

6- 90% dos taxistas nova-iorquinos são imigrantes recém-chegados.

7- 35% das pessoas que utilizam agências de encontro já estão casados.

8- Os elefantes são os únicos animais que não podem saltar.

9- Só 1 pessoa em cada 2 biliões vive até aos 116 anos ou mais.

10- É  possí­vel fazer uma vaca subir escadas, mas é impossí­vel faze-la descer.

11- As mulheres piscam os olhos 2 vezes mais do que os homens.

12- É fisicamente impossí­vel lamber o próprio cotovelo.

13- A biblioteca pricipal da universidade de Indiana enterra-se todos os anos 1 polegada. Os arquitectos esqueceram-se de incluir o peso dos livros nos cálculos.

14- Um caracol pode dormir durante 3 anos.

15- Os teus olhos têm o mesmo tamanho que tinham quando nasceste, mas as tuas orelhas e o teu nariz não páram de crescer.

16- A cadeira eléctrica foi inventada por um dentista.

17- Todos os ursos polares são Canhotos.

18- No egipto antigo, os padres arrancavam todos os pelos do corpo, até as  pestanas.

20- Se a Barbie tivesse altura humana, teria as medidas seguintes : 39-23-33.

21- Um crocodilo não pode pôr a lí­ngua de fora.

22- O isqueiro foi inventado antes dos fósforos.

Quase todos os que leram esta mensagem tentaram lamber o cotovelo!!!


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 20:50

Respostas Reais

Quarta-feira, 04.10.06

O que se segue são respostas dadas em testes/fichas de trabalho de Língua Portuguesa. Parece mentira mas é verdade! Além das ideias fenomenais, a ortografia também é muito original!

OS LUSÍADAS
"Os Lusíadas foram escritos pelo cantor Luis de Camões que os dividiu em 10 cantos e que assim deu trabalho a 10 cantores, tendo contribuído para a diminuição do desemprego em Portugal. É por isso que o Camões é tão importante no nosso país e tem um dia só para ele."

GIL VICENTE
"Eu não tenho duvidas que o Gil Vicente é muito importante, a pesar de nunca ter ganhado o campionato de futebol. É importante porque às vezes ganha ao Benfica, otras ao Sporting e otras ao Porto tirando a eles o primero logar. E também por isto é que a sua obra é dramática - porque é um drama para os benfiquistas, os sportingistas e os portistas quando ganha."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 19:11

O que é importante?

Quarta-feira, 04.10.06
Ela: Se eu ficar feia?
Ele: Eu fico míope.
Ela: Se eu ficar triste?
Ele: Eu viro um palhaço.
Ela: Se eu ficar gorda?
Ele: Eu parto o espelho.
Ela: Se eu ficar velha?
Ele: Eu fico velho junto.
Ela: Se eu ficar rouca?
Ele: Eu fico surdo.
Ela: Se eu ficar chata?
Ele: Eu faço-te cócegas.

"O importante na vida é ter com quem contar e amar pelo que se é."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 19:09

Alemão consegue ser assaltado 2 vezes em 5 minutos

Quarta-feira, 04.10.06


Um alemão de 61 anos, é considerado a pessoa mais azarada da cidade de Herne. É que este senhor conseguiu a proeza de ser roubado duas vezes em apenas cinco minutos.
De acordo com a agência Reuters, o azar do alemão começou quando ele foi a um posto de gasolina. Enquanto abastecia, um grupo de jovens passou por ele e levou-lhe o telemóvel em questão de segundos.
Isto deixou o senhor revoltado, começando uma perseguição aos ladrões a pé. Ao mesmo tempo que corria, um carro que estava a passar com três homens que diziam ser policias à paisana fez o velhinho parar.
Os policias revistaram o senhor e saíram disparados no carro, levando a carteira cheia de documentos, cartões, cheques e dinheiro do azarado senhor alemão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 19:07

Participação de um Acidente de Trabalho

Terça-feira, 03.10.06

Acidente de trabalho:
Participação do Sinistro
A participação do sinistro, de um acidente de trabalho, que é apresentada foi entregue a uma companhia de seguros em Outubro de 1994.

Efectivamente vale a pena saborear a descrição do acidente , pois quem a fez revela conhecimentos sobre o princípio de funcionamento de roldanas fixas, para além de algums conhecimentos matemáticos, que fazem com que o acidente tenha uma lógica inegável.

"Excelentíssimos senhores,

Sou assentador de tijolos.No dia 8 do passado mês de junho estava a trabalhar sozinho no telhado de um edificío de 6 andares. Quando acabei o meu trabalho , verifiquei que tinham sobrado , mais ou menos, 250kg de tijolos.em vez de os levar à mão para baixo,decidi colocá-los dentro de um bidão e com a ajuda de uma roldana,a qual felizmente estava fixada num dos lados do edifício no sexto andar , fazê-los descer. Desci e atei o bidão com uma corda, depois fui para o telhado e puxei o bidão para cima e coloquei os tijolos dentro dele , em seguida voltei para baixo. Seguidamente desatei a corda e segurei-a com força , de modo a que os 250kg de tijolos descessem devagar... Como eu só pesso 80 kg, qual não foi a minha surpresa quando, repentinamente,saltei do chão,perdi a minha presença de espírito e esqueci-me de largar a corda. É desnecessário dizer que fui içado do chão a grande velocidade.Na proximidade do treceiro andar embati no bidão que vinha a descer ,isso explica a fractura de crânio e a clavícula partida. Continuei a subir a uma velocidade ligueiramente menor , não tendo parado até os meus dedos estarem entalados na roldana . Felizmente que já tinha recuperado a minha presença de espírito e consegui,apesar das dores, agarrar-me à corda. Mais ou menos ao mesmo tempo, o bidão com os tijolos caiu no chão e o fundo partiu-se.Sem os tijolos o bidão pesava ,mais ou menos ,25kg.Como podem imaginar,comecei a descer rapidamente.Então, próximo de terceiro andar,encontrei bidão,que vinha a subir,o que explica a factura dos tronozelos e as lacerações nas pernas,bem como na parte inferior do corpo.O encontro com o bidão diminuiu a velocidade da minha descida,o suficiente para minimizar os meus sofrimentos quando caí em cima dos tijolos.Felizmente só fracturei três vertebras. Lamento,no entanto,informar que enquanto me encontrava caído em cima dos tijolos ,com dores , incapacitado de me levantar e vendo o bidão em cima, perdi novamente a presença de espírito e larguei a corda.O bidão pesava mais do que a corda , então desceu e caiu em cima das minhas pernas partindo-as imediatamente.
Espero ter dado a informação detalhada do modo como decorreu o acidente."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 20:37








comentários recentes