Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Animais

Terça-feira, 30.10.07

Quando se tem frio, à que puxar pela imaginação....

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 23:02

7 comportamentos estranhos do seu animal (explicados)

Segunda-feira, 22.10.07

1. Brincar com as suas presas

"Porque é que o meu gato tortura o rato que acabou de apanhar? Os gatos selvagens não fazem isso pois não?"
De facto os animais selvagens não têm este comportamento. Eles simplesmente capturam a sua presa e começam de imediato a devorá-la. Os gatos domésticos comportam-se como uma criança com um brinquedo novo: a explicação poderá ser a de que estão tão excitados com o prazer da caçada que não conseguem parar de brincar com a sua (infeliz) presa. Pode ser estabelecido um paralelo com os pescadores amadores que apanham o peixe e de seguida o voltam a libertar. Para os gatos domésticos a sensação é a mesma: o prazer da caçada.

 

2. Medo de trovões

"O barulho dos trovões faz o meu cão grandalhão fugir e esconder-se debaixo da cama como um cachorrinho assustado. Parece-me estranho que reaja desta forma."
Lembre-se que a capacidade auditiva de um cão é muito mais apurada do que a nossa. Para além do barulho do trovão ser muito mais elevado para um cão, este consegue também ouvir frequências muito altas ou muito baixas que não são captadas pelo ouvido humano. Um trovão pode provocar uma descarga sensorial no animal que é difícil de imaginar para um humano. Teoricamente é possível tornar os animais menos sensíveis a este fenómeno através de treino específico. Tocar o seu sistema de som a níveis progressivamente mais altos, acompanhado de um flash de lanterna é uma forma de treino, mas pode demorar semanas e a eficácia é questionável. Talvez seja melhor deixá-lo esconder-se debaixo da cama e esperar que a tempestade passe!

 

3. Dar voltas antes de se deitar

"Porque é que o meu cão dá voltas sobre si mesmo antes de se deitar?"
O seu cão poderá estar a fazer o que os chineses chamam de "Feng Shui" - alinhar-se com os campos de energia "positivos". Estudos efectuados, comprovam que quando o cão está a dormir com a cabeça virada para norte, a sua circulação melhora, o ritmo cardíaco baixa e o metabolismo fica mais eficiente. Uma explicação dada à capacidade que os cães têm em encontrar o caminho para casa, mesmo quando estão muito afastados, é precisamente a sua sensibilidade ao campo magnético da terra.

 

4. Morder a mão que o alimenta

"O meu gato adora que eu lhe faça festas, mas às vezes quando penso que está refastelado, morde-me, pula do meu colo e depois comporta-se como se nada de anormal tivesse acontecido."
Este fenómeno é mais comum do que se possa pensar. Alguns especialistas pensam que quando os gatos adormecem ao ser acarinhados e acordam de repente, interpretam o contacto como uma ameaça e reagem defensivamente mordendo. Alguns gatos podem não gostar de ser muito acariciados e reagir mal.

 

 

5. As correrias súbitas

"Por vezes o meu gato desata a correr pela casa fora, como se estivesse possuído pelo diabo! É algum ataque que lhe dá?"
Não, não é um ataque. Ele está simplesmente a descarregar as suas energias, como nós o fazemos por exemplo quando praticamos desporto. Este comportamento é provocado pela falta de actividade "selvagem" no ambiente doméstico em que vive. Os cachorros também têm este tipo de comportamento.

 

 

6. Perfume de morrer

"O meu cão adora rebolar-se na carcaça de outro animal morto! E vive dentro de casa!! Porque faz isto?" Infelizmente muitos cães têm este tipo de comportamento. A teoria mais popular é a de que eles fazem isto instintivamente para disfarçar o seu cheiro e escapar de eventuais predadores que os possam farejar. Eles também poderão fazer isto para que quando voltarem para a sua "matilha" (neste caso a família!) poderem mostrar que encontraram alguma coisa interessante. Tal como no menu de um restaurante! A marcação territorial também é uma explicação dada por alguns especialistas. Claro que o seu cão pode simplesmente gostar de fazer isso como uma pessoa gosta de tomar um banho de imersão!

 

 

7. Coprofagia

"O meu cão gosta de comer as fezes do meu gato. Que porcaria!"
Os cães que exibem este tipo de comportamento não são necessariamente tresloucados. De facto este comportamento é muito mais vulgar do que se pensa. Não sendo obviamente um comportamento muito agradável, é muitas vezes "escondido" pelos donos do animal. Existem algumas razões que podem explicar este comportamento:

- o cão está com fome
- as fezes podem conter nutrientes atractivos, que não foram digeridos pelo animal que as expeliu.
- Ansiedade

Para evitar que isto aconteça pode colocar uma tampa na caixa onde o seu gato faz as suas necessidades, de dimensões suficientemente grandes para este entrar mas que não permitam ao seu cão o acesso às fezes.

Este comportamento deve ser evitado, pois pode ter consequências graves para a saúde do seu cão. Para alem da possível ingestão de parasitas e perturbações digestivas, pode provocar bloqueio dos intestinos devido à ingestão da areia da caixa juntamente com as fezes.

 

 

 

 

Fonte: http://arcadenoe.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Rastr às 10:10







comentários recentes